Cinco bons hábitos que contribuem para um melhor gerenciamento de estoque de supermercado

O cliente está saindo de um supermercado e está irritado e frustrado, pois alguns dos produtos
que ele queria estavam esgotados. Isso acontece o tempo todo e muitas vezes levanta a
questão de como os supermercados acompanham o estoque.

O controle e o gerenciamento de estoque são vitais para a maioria dos tipos de negócios, mas
especialmente para os supermercados. A base do controle de inventário é manter um registro
do estoque que entra na loja e do estoque que sai da loja. No entanto, o processo é um pouco
mais complicado do que isso. Vamos conhecer cinco hábitos que contribuem para um melhor
gerenciamento de estoque.

1. Utilize um bom sistema de gestão de estoque

A maioria dos supermercados usa um software de gerenciamento de estoque, que gerencia as
listas de estoque em tempo real. Este software verifica os produtos quando recebidos.

Através de um sistema de gestão de compras é garantida a redução do excesso da ruptura,
gera-se relatórios completos para análises, visualiza-se a programação de reposição de
estoque em até 60 dias, entre outras funcionalidades.

Utilizar um software de gestão agiliza os processos logísticos, otimiza o controle de estoque,
há registro das etapas de movimentação das mercadorias, relatórios precisos sobre a
operação, é dado suporte assertivo à tomada de decisão, são projetados cenários futuros,
entre outras coisas.

2. Faça o controle do estoque

No setor de varejo, todo o empreendimento precisa lidar com dois problemas específicos no
gerenciamento do inventário: o excesso ou a falta de produtos no estoque. Sem a estabilidade
perfeita entre esses dois pontos a conclusão é certa: prejuízo ao supermercado.

A ausência de um registro do fluxo de mercadorias torna impossível conhecer as demandas do
estabelecimento. Sem entender quais são as necessidades dos seus clientes, a equipe de
compras não tem parâmetros para se basear na hora da reposição do estoque.

3. Negocie com fornecedores

Todo o supermercado necessita ter fornecedores de confiança, por isso é preciso investigar
bem o mercado e saber negociar. É imprescindível conhecer a reputação de cada fornecedor
disponível.

Depois de encontrar fornecedores confiáveis é preciso estipular prazos para que não ocorram
atrasos, de modo a prejudicar seu empreendimento. Também é necessário saber como

barganhar preços e condições de pagamento flexíveis, sempre de acordo com o volume de
mercadoria solicitado.

4. Atente para o prazo de validade dos produtos

O gerenciamento de estoque ideal produz os produtos certos, na hora certa, na quantidade
certa e nas condições certas. Nos supermercados, uma gestão eficaz de estoques de perecíveis
garante que as mercadorias cheguem ao usuário final nas melhores condições.

O rastreamento da vida útil dos produtos requer política, planejamento, documentação e
controle do sistema para se proteger contra desperdícios e perdas financeiras causadas pelo
vencimento das datas de validade de qualquer produto perecível. A maioria dos planos de
controle de estoque são construídos em torno do sistema de estoque: primeiro a entrar,
primeiro a sair.

Estabeleça uma política de controle de estoque e compartilhe-a com todos os colaboradores
que trabalham com estoque de perecíveis. Descreva todos os procedimentos, verificações e
formulários necessários para identificar, marcar e acompanhar o estoque que tem prazo de
validade. Detalhe os procedimentos de supervisão e controle para garantir que o rastreamento
adequado seja concluído conforme descrito.

5. Registre o fluxo de mercadorias

Para evitar uma situação onde o estoque fique parado ou que haja falta de produtos, é
essencial controlar todos os processos efetuados com os itens que compõem o estoque. Isso
envolve o registro de entradas e saídas, as movimentações dentro do próprio inventário,
trocas e devoluções.

É importante mencionar também que, para evitar erros, é preciso ir além de simplesmente
acompanhar o seu movimento (entradas e saídas), já que os casos de devolução também
geram um registro de saída.

Caso o motivo do produto ter sido devolvido não for especificado no sistema de controle,
dificilmente vai ser possível calcular a margem de devolução por item, assim como saber de
que forma a gestão de estoque em supermercado pode ser melhorada.

Conclusão

O estoque é o principal ativo de um supermercado. Isso quer dizer que ele é a forma mais
importante de fazer dinheiro. Portanto, ter total atenção ao controle do estoque é de vital
importância.

Realizar uma gestão cuidadosa faz com que o empreendimento não tenha prejuízo. Este se
baseia no fato de que os produtos armazenados são bem cuidados e que se tem a perfeita
ideia do que se está armazenando.

Quando esses processos são realizados de forma correta, é possível utilizar o método de que
os últimos produtos a entrarem são os primeiros a sair, impedindo que mercadorias fiquem
juntando poeira.

Por fim, é importante manter um sistema de gestão de estoque atualizado a fim de evitar
perdas e falhas no processo de gerenciamento do inventário. A transformação digital está cada
vez mais presente no cotidiano das empresas modernas, e isso não é uma simples tendência
passageira.

Últimos posts